Pe. Fagner, C.Ss.R.

Baixar mp3

Um dos maiores desejos de Santo Afonso é nos ajudar a sermos capazes de olhar para dentro de nós mesmos e ali encontrarmos Deus. Então ele nos mostra que é necessário descer ao fundo de nosso coração, mergulhar na verdade da própria vida e não enganar a nós mesmos. Afonso diz que com Deus não precisamos ter medo de sermos sinceros; podemos admitir os nossos erros, as nossas limitações e as nossas fraquezas; sermos humildes e aceitarmos a própria verdade. Se muitas vezes nos deparamos com a dificuldade de rezar é porque ainda nos falta essa sinceridade, é com ela que vamos conseguir nos entregar. Quando não temos a atitude humilde de nos reconhecermos pecadores, enganamos a nós mesmos. “A falta de humildade abafa a oração autêntica e nos impede de aprofundar nossa relação com Deus”1.

A oração é capaz de fazer a própria pessoa se conhecer melhor, se aceitar e se perdoar. O encontro com a verdade de si liberta a pessoa das fantasias que camuflam a realidade e contribui para a auto aceitação.  Ter esta experiência é ter o contato com o barro que somos nas mãos de Deus. Em outras palavras, admitir-se limitado e pecador nos ajuda a desejar, de forma mais intensa, estar mergulhados na misericórdia do Senhor – que nos liberta, nos cura e nos transforma. A pessoa que não ora se endurece, não se conhece, não se aceita como barro e não se deixa modelar 2.

“Tem piedade de mim, Senhor, porque sou pecador” (Cf. Lc 18,13) é a oração de quem se reconhece e se aceita como barro nas mãos do oleiro; ela nos dá a paz. Em um comentário sobre essa oração do Evangelho de São Lucas, o teólogo Antônio Pagola deixa o seguinte recado para os seus leitores: “Quando vocês se virem julgados pela Lei, sintam-se compreendidos por Deus; quando vocês se virem rejeitados pela sociedade, saibam que Deus os acolhe; quando ninguém lhes perdoar sua indignidade, sintam o perdão inesgotável de Deus. Vocês não o merecem. Ninguém de nós o merece. Mas Deus é assim: amor e perdão. Vocês podem desfrutar e agradecer este amor e este perdão. Não se esqueça nunca de que: de acordo com Jesus, só saiu purificado do templo aquele publicano que batia no peito dizendo: “Ó Deus, tem compaixão deste pecador”3.

Pe. Fagner Dalbem Mapa, C.Ss.R.


1 – BILLY, Dennis, C.Ss.R. Copiosa Redenção: Introdução à Espiritualidade de Afonso. Goiânia: Scala, 2013. p.32.
2 – Cf. MAZARIEGOS, Emilio L. La aventura apasionante de orar. 3ª ed. Bogotá: San Pablo. 2004. p. 44-48.
3 – PAGOLA, José A. O caminho aberto por Jesus: Lucas. Petrópolis: Vozes, 2012. p. 307.

20 thoughts on “Santo Afonso e a aceitação da própria verdade

  1. Milton José on at Responder

    Belo texto, ficou um texto bem instrospectivo, faz pensar também que mesmo santo Afonso vivendo em uma época que a fé e a religião eram mais rígidas, e santo Afonso viveu uma fé madura com o exato propósito de cristo, ótima citação do pagola também!

    1. Milton! Obrigado por sua participação! De fato Santo Afonso estava a frente de seu tempo. Ele foi um dos combatentes do Jansenismo em sua época, marcado justamente por essa “rigidez” que você se refere. Porém se olharmos para escritos de Santo Afonso há também alguns traços que hoje já foram superadas, a Teologia evoluiu. Por isso precisamos atualizar o pensamento de deste doutor da Igreja para que a interpretação de seus ensinamentos sejam sempre atuais.

  2. Vinícius Alencar on at Responder

    “A falta de humildade abafa a oração autêntica e nos impede de aprofundar nossa relação com Deus”¹
    Realmente um belo texto, que nos abre abre a mente e nos faz enxergar a necessidade da oração, mais não uma oração sem propósito ou vaga. Mais uma oração sincera que nos leva a olharmos pra dentro e descobrir a riquezas de Deus em meio a nossas limitações. Como diz santo Agostinho ” Procurava fora enquanto estavas dentro”.
    Que santo Afonso nos ajude a viver uma vida pautada em uma oração sincera para que nos conhecendo sejamos felizes e produzamos frutos savoros e verdadeiros.
    “Só é feliz quem se conhece, só se conhece quem olha pra dentro, só olha pra dentro quem se relaciona com Deus.”

    1. Obrigado por sua participação Vinícius! Deus nos criou limitados, Santo Afonso ensina a entregar essa limitação a Deus sem medo de sermos rejeitados, faz parte da nossa vida. Não precisamos esperar chegar a uma perfeição para nos entregarmos completamente.

  3. Janice do Nascimento on at Responder

    O meu lugar é o céu é la que eu quero morar.Obrigado Senhor!!!!.

    1. Seu lugar é aqui também no blog… rsrs

  4. Nete on at Responder

    Obrigado padre Fagner por que através do seu blog estamos podendo experimentar do grande amor de Deus por nós através dos ensinamentos de Santo Afonso.

    1. O Amor de de Deus é maravilhoso e é sentido em todos os lugares. Obrigado por sua participação Nete!

  5. Vítor Hugo on at Responder

    “A oração é capaz de fazer a própria pessoa se conhecer melhor, se aceitar e se perdoar.”
    Padre Fagner, Realmente Isso é um Belo Texto, a oração é capaz de nos fazer conhecer Melhor.

    1. Obrigado Vitor pela participação! Que bom que chegou a essa conclusão

  6. Jussara on at Responder

    Parabéns pela reflexão
    Deus te abençoe sempre

    1. Que Deus te abençoe também Jussara!

  7. Felipe Dias on at Responder

    Somente quando nos reconhecemos como pecadores e aceitamos nossas fraquezas e que realmente entramos no mistério que é Deus e podemos então experimentar a misericórdia é o imenso amor que Deus tem por nós, pois como diz o apóstolo Paulo “Quando me sinto fraco e que sou forte” porque é justamante em nossa fraqueza que Deus manifesta seu grande amor…
    Ótimo texto que nos faz realmente pensar em como esta o nosso relacionamento com Deus.

    1. Obrigado Felipe pela sua participação! Você de fato compreendeu a intuição de Santo Afonso que eu tentei transmitir. Espero que possa aprofundar isso em sua vida!

  8. Adriana on at Responder

    Através do senhor, padre Fagner, estou aprendendo um pouco sobre Santo Afonso. E que riqueza! Nos ensina a viver segundo a vontade de Deus. Posso dizer que esse texto foi pra mim. Ainda bem que Deus nos ama,mesmo não sendo merecedores.

    1. Que bom poder te ajudar Adriana!

  9. Jessica Marques on at Responder

    Na leitura desse texto voltei lá pro início do meu aspirantado, das minhas dificuldades e vi que sem a oração, sem a sinceridade no diálogo com Deus eu não conseguiria suportar o que viesse. A nossa vida tem que ser a cada segundo uma oração a Deus. No mundo em que vivemos achamos que temos um sincero diálogo com Deus mas enganamos a nós mesmos, não queremos mexer no que há em nós e isso interrompe nosso diálogo sincero com Deus. Compreendo a preocupação de Santo Afonso para o conhecimento de nós mesmo, é nesse conhecimento que seremos boas religiosas, bons padres e bons servos de Deus.

    1. Jessica, obrigado por sua participação! O que eu acredito que Santo Afonso se preocupava, nem era o conhecimento de si, mas o que ele queria ensinar é a não necessidade de termos medo diante de Deus. Pelo contrário, deveríamos fazer como o publicano: “Senhor tem de piedade de mim que sou pecador”

  10. EDDA BARRETO on at Responder

    “A oração é capaz de fazer a própria pessoa se conhecer melhor, se aceitar e se perdoar. ”
    Que seus textos possam sempre levar reflexões às pessoas. Nesse mundo corrido de hoje, é muito bom termos textos leves, claros e de mensagem profunda ao mesmo tempo para nos ajudar em nosso crescimento espiritual.
    Estou gostando muito de entender mais Santo Afonso.
    É um olhar mesmo muito especial entender a oração como um meio de olhar para dentro de si e, nessa interiorização, entregar-se a Deus, nosso oleiro. Só mesmo um santo para ter essa percepção! Sempre pensei na oração como um canal que me liga a Deus. E como sinto essa unidade nas minhas orações! Deus está ao meu lado e dentro de mim. Mas agora vejo algo mais: é preciso que eu mergulhe dentro de mim para extrair o cerne da minha existência para que Deus possa me moldar segundo Vossa perfeita vontade.
    Obrigada, Padre Fagner!

    1. Obrigado, Edda, por sua participação! De fato Santo afonso tem muito a oferecer, tem um tesouro espiritual guardado. Mas para alcança-lo é preciso trilhar um caminho exigente. é o que vamos tentar fazer aqui. Conto com você…

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Marked fields are required.