Baixe o áudio e compartilhe (mp3)

“Quem pode ser salvo?” É a pergunta dos discípulos a seu mestre, “só Deus pode salvar” é a resposta de Jesus (cf. Mt 19, 26). Dessa forma, aquele que quer ser salvo deve se entregar ao seu criador, escutar o seu chamado, pois só dEle vem a salvação, só nEle o ser humano se realiza. Deus é o autor e o verdadeiro dono da vida.

Outra pergunta que os discípulos fizeram a Jesus foi sobre aqueles que realmente se entregaram. O que acontece com eles? Aqueles que deixam tudo, colocam sua confiança no Senhor, deixam de ganhar o mundo para se fazerem servidores, vão descobrir que, ao confiarem nas promessas divinas e se renderem a sua fé, na verdade escolheram a melhor parte. Pois serviram e confiaram no Rei da Glória que estava escondido na humildade, na derrota, no serviço. Esses que abriram mão de tudo, na verdade, vão ganhar tudo. Deixar tudo para seguir o Senhor foi o maior investimento de suas vidas. Ao fazerem de si mesmos últimos do mundo, na verdade se fizeram os primeiros no Reino dos céus. A eles é reservado os tronos ao lado de seu Senhor, o Criador e possuidor da vida (cf. Mt 19, 27-30).

É interessante observar que Deus é simples e é melhor entendido pelos mais humildes e não por quem está obcecado em querer sempre mais. Deus é bom e é melhor entendido pelos que sabem amar e não pelos que vivem egoisticamente fechados em seu bem-estar. Um rico que prefere seguir o seu próprio caminho, se iludindo com sua própria força, pode se perder, por isso é bem perceptível que “os pobres têm um coração mais aberto a Jesus do que aqueles que vivem satisfeitos. Os corações dos pobres trazem uma ‘sensibilidade para o Evangelho’ que nos ricos ficou muitas vezes atrofiada. Tem razão os místicos quando dizem que para acolher a Deus é necessário ‘esvaziar-nos’, despojar-nos’ e tornar-nos pobres’”.

Enquanto vivemos buscando a satisfação de nossos desejos e alimentando nossa ânsia por posse, alheios ao sofrimento dos outros, não será possível encontrar a alegria e a paz verdadeira. Teremos cada vez mais coisas para desfrutar, porém continuaremos nos sentindo sós, alcançaremos sucessos cada vez mais notáveis, mas crescerá entre nós a rivalidade e a competição.

A manjedoura, onde Jesus é colocado, é o primeiro lugar onde Deus descansa, ela é o sinal para que os pobres pastores o reconheçam, é o lugar onde é possível encontrá-lo. Que enigma será esse? Os simples pastores nos mostram onde vamos encontrar a Deus: “vamos a Belém”.

O nascimento de Jesus é um acontecimento popular, mas quem quer encontrá-lo deve ir até esse humilde lugar. Os pobres precisam confiar, os ricos precisam descer de suas carruagens e pisar nessa “terra”, os sábios precisam se render ao mistério, pois Deus, apesar de sua grandeza, revela-se na pequenez e assume uma condição de servo – o que confunde os prepotentes.

Pe. Fagner Dalbem Mapa, C.Ss.R.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Marked fields are required.