Baixar mp3

Jesus é a imagem de Deus de modo absolutamente singular. Ele realiza o plano divino na sua totalidade. O modo como Jesus foi humano, sua obediência filial ao Pai mostra quem é o ser humano, sua vocação fundamental. Todos nós, portanto, somos chamados a sermos como Jesus, e Maria foi aquela que mais se aproximou da realização desse projeto revelado pelo seu Filho. Ela aderiu ao chamado de Deus de forma muito bela e exemplar para nós. Ela acolhe o mistério e se torna “bendita entre todas as mulheres” como é “bendito o fruto de seu seio” (Lc 1,42). Por isso ela é o “Ícone do Mistério”.

Maria é a criatura que acolhe totalmente o grande amor de Deus. Vemos em Maria a realização da obra divina reservada a todo ser humano, o brilho da criação do Senhor. Isso se realizou porque Maria disse sim em sua liberdade, pois, sem essa resposta, não poderia ter acontecido nela as maravilhas de Deus.

Em Maria está a imagem do ser humano criado e pleno. O centro de sua vocação é também nossa vocação. Em Maria, a Igreja contempla seu mistério e seu chamado, a figura ideal daquilo que ela deve ser.

Maria deixou com que a grandeza de Deus ocupasse todos os espaços de seu ser, tornando-a cheia da Graça. Reflexo disso era seu modo de viver. Maria de Nazaré pertence ao universo silencioso dos pobres e excluídos, servidores da humanidade e de Deus, “silencioso” porque como está escrito: “…meu servo… não elevará sua voz, ninguém ouvirá sua voz nas praças públicas” (Mt 12,19) por isso que os verdadeiros servos da humanidade não são vistos ou reconhecidos, os que aparecem, se levantam e se apoiam sobre a imensa humanidade silenciosa. O alimento de um homem de sucesso e fama passa pelos calos das mãos do homem sofredor do campo que não é lembrado. A grandeza de Maria está em sua humildade, assim como seu filho que se faz servo de todos.

Jesus Cristo nos revelou quem é o ser humano e Maria é a Sua imagem. Ela se tornou reflexo do seu próprio Filho, o sol da humanidade, porque acolheu a luz aguardada por toda criação. É por isso que ela se torna reflexo do amor de Deus para cada ser humano. Quem volta o seu olhar para ela, contempla essa luz.

Venho contemplar-te Maria,

Nada quero pedir,

Mas apenas olhar a tua beleza

Beleza que ilumina e que dá esperança

Beleza misteriosa que arrebata os corações.

Pe. Fagner Dalbem Mapa, C.Ss.R.

One thought on “Maria: Reflexo do Filho

  1. EDDA BARRETO on at Responder

    Quero começar o comentário falando da imagem: que linda!
    Parabéns, Padre Fagner, pela sensibilidade!
    “É por isso que ela se torna reflexo do amor de Deus para cada ser humano. Quem volta o seu olhar para ela, contempla essa luz.”
    Ao ler esse trecho do texto, acho que entendi sua inspiração.
    É muito especial falar de Maria, pois ela, além de ser mãe de Jesus, é também nossa mãe. Na cruz, Jesus nos deu a sua própria mãe para que também nossa fosse. E nesse gesto, está comprovada a grandiosidade de Maria, designada para ser a mãe da humanidade inteira e, também, comprovado o imenso amor de Jesus por nós, ao partilhar a sua mãe conosco.
    Obrigada, Padre Fagner, por nos trazer essa emoção aos olhos e ao coração.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Marked fields are required.