Sou um Missionário Redentorista, Padre, que viveu a descoberta da vocação de forma lenta, mas que começou, desde muito novo, vivendo a vida cristã de forma bem intensa na cidade de Congonhas – MG. Meus pais, muito católicos, educaram a mim e a meu irmão na fé, ensinando-nos que a busca por Deus é algo fundamental na vida. Aprendi desde cedo que nascemos para Deus e que para Ele nós vivemos. Foi com essa semente plantada no coração que fui cultivando o desejo de servir a Deus de forma radical, com a ajuda dos meus familiares e dos amigos, com o apoio da comunidade acolhedora e de fé fervorosa, esse desejo foi alimentado em mim.

Com o coração já inflamado do amor de Deus, eu conheci os Missionários Redentoristas e senti que era com eles o meu lugar. Deus me havia preparado para esse encontro, para que, quando acontecesse, eu não tivesse dúvidas. Entrei para o seminário e cultivei a chama da fé e da vocação com todo zelo, contando com o auxílio da Congregação, que me acolhia e me motivava a caminhar. Nunca pensei em voltar atrás, não tinha dúvidas de que Deus me chamava para algo mais profundo na construção do Reino como Missionário Redentorista. Estudei Filosofia na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e, depois, estudei Teologia em Belo Horizonte, na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE).

O lema que escolhi para a minha ordenação retrata muito bem a motivação que me levou a decidir a tornar-me um padre redentorista e que me move todos os dias a servir a Deus: “Amarás o Senhor teu Deus, com todo teu coração, com todo teu ser, com todas as tuas forças” (Mc 12,30). Desejo todos os dias que essa Palavra me tome por inteiro, pois essa é a minha vocação, o sentido do meu viver, é o que verdadeiramente sou.

O blog Sabor da Fé nasceu pelo meu desejo de ajudar a entender que experimentamos a Deus, que tal experiência nos leva à fé e que, quanto mais mergulharmos na fé, mais vamos experimentá-lo.

Deus, na sua bondade, revela – se a si mesmo e convida o homem à comunhão com Ele. Sua verdade nos é revelada na história da salvação humana, que começa com os nossos primeiros pais e é dada plenamente em Jesus Cristo. Deus fala ao ser humano como amigo, não só em palavras, mas em gestos, em acontecimentos. Jesus é a plenitude da revelação. A nossa resposta é a fé, é a maneira que temos para dar ouvidos a um Deus que fala conosco. Essa revelação salvífica de Deus não acontece de forma mágica, mas através da experiência humana.

Pe. Fagner Dalbem Mapa, C.Ss.R.